Artigos em Destaque

Azulejo vem de azul?

Em etimologia, nem tudo que reluz é ouro, nem tudo que balança cai: pode parecer, mas AZULEJO não vem de AZUL.

ler completo
Velharias

Posso usar palavras tiradas do baú? Pode, é claro — assim como pode andar com chapéu de três bicos e sapatão com fivela.

ler completo
Rubrica

Muita gente prefere RÚBRICA à forma RUBRICA, mais aconselhável. Há uma razão para isso.

ler completo
Car@s amig@s

Há muitas formas de lutar pelos direitos da mulher — mas mudar a flexão das palavras decididamente não é uma delas.

ler completo
Questão de gênero

Usar o masculino singular para abranger ambos os gêneros é um princípio estrutural de nosso idioma, e se engana quem vê nisso qualquer opção ideológica. Há casos, porém, em que o preconceito ou a ignorância terminam atrapalhando.

ler completo
lava-a-jato

A imprensa, embora divirja aqui e ali quanto ao emprego do hífen em LAVA-A-JATO, vem adotando unanimemente a forma SEM a preposição. Ninguém reclama, mas deveria.

ler completo
nenhuns

Dentre os recursos que a língua nos oferece, alguns agradam, outros não.

ler completo
Guardanapo

O que, afinal, o GUARDANAPO guarda? Para entender sua origem, precisamos relembrar os antigos hábitos à mesa.

ler completo
Desemalando dinheiro

Você fala em “neologismos”? Você sabe distinguir as palavras novas das antigas? Faça o teste; você vai se surpreender.

ler completo
coco e cocô

Poucos sabem que o fruto do coqueiro ganhou o nome de uma entidade de assustar criança, prima da nossa CUCA – e que a COCÓ, nome que os brasileirinhos dão às galinhas, é aquilo que os bebês portugueses fazem na fraldinha.

ler completo