Artigos marcados com: expressões latinas

verba volant

A expressão latina com que Michel Temer inicia a carta que escreveu à presidente Dilma pode ser lida de duas maneiras diferentes, dependendo da intenção de quem a empregou.

ler completo
ipso facto

Diga /ípso fácto/. Significa “por esse próprio fato”, “por isso mesmo”, “exatamente por isso”. É usado quando vamos anunciar uma conseqüência obrigatória , um resultado inevitável de um fato mencionado: Assinar esse tratado é reconhecer ipso facto a legitimidade do novo governo.  O consorciado não estava em dia com as parcelas devidas; ipso facto, não […]

ler completo
sui generis

Diga /súi gêneris/. Literalmente, significa “de seu próprio gênero”, ou seja, “único em seu gênero”. Usa-se como adjetivo para indicar que algo é único, peculiar: uma atividade sui generis, uma proposta sui generis, um comportamento sui generis. A expressão começou a ser usada para coisas especiais, singulares, a partir do século XVIII, principalmente em textos […]

ler completo
statu quo

Statu quo é uma redução da expressão latina in statu quo ante, que significa, literalmente, “no mesmo estado em que se encontrava antes”. A diplomacia teria sido o principal responsável pela difusão da expressão, empregada principalmente para referir-se às condições em que tudo se encontrava antes de determinado fato. Por exemplo: duas nações que se […]

ler completo
sic

Sic é um advérbio latino que significa literalmente “assim”. Está presente em muitas frases célebres da tradição ocidental, entre elas o famoso Sic transit gloria mundi (“assim passa a glória deste mundo”), palavras que são ditas (três vezes) na cerimônia de posse um novo papa, como para lembrá-lo de quão breve e vã é a […]

ler completo
post scriptum

Diga /pós scríptum/. Em Latim, significa literalmente “escrito depois”; no início, indicava algo que julgamos necessário acrescentar a uma carta após o seu encerramento (depois do fecho, da assinatura, etc.). Com o tempo, foi-se percebendo que esta fórmula, além de servir para corrigir nossos lapsos de memória ou simplesmente informar que haviam ocorrido alterações depois […]

ler completo
non sequitur

Diga /non sécuitur/. Esta expressão latina significa, literalmente, “não se segue“; nela podemos facilmente perceber a presença do verbo sequo, avô de tantas palavras no Português: seqüência, seqüela, séqüito (ou séquito), sequaz, entre outras. Na Lógica, de onde ela proveio, designa um grupo de argumentos defeituosos (é uma falácia, portanto) em que as inferências ou […]

ler completo
mutatis mutandis

Diga /mutátis mutândis/. A tradução literal é “mudando o que deve ser mudado”, isto é, “com as devidas modificações”, (pop.) “com os devidos descontos”. É uma expressão extremamente útil nos textos argumentativos, quando queremos ressaltar as semelhanças entre dois elementos sem deixar que as diferenças tornem a analogia obscura ou sejam usadas por nosso interlocutor […]

ler completo
modus in rebus

Em tempos de excessos e exageros, continua valendo o velho conselho de moderação do poeta Horácio, emitido há 2000 anos.

ler completo
lato sensu, stricto sensu

Professor, sou um grande admirador dos seus conhecimentos e venho, mais uma vez, pedir-lhe um auxílio: gostaria que o senhor me explicasse o significado das expressões lato sensu e stricto sensu, comumente utilizadas para os cursos de pós-graduação, além de suas pronúncias. Desde já agradeço pela atenção. Hélder B. — São Luís (MA) Prezado Hélder: […]

ler completo