Categorias
Etimologia e curiosidades Origem das expressões

direita e esquerda

De onde veio o costume de opor esquerda e direita no vocabulário político? O Doutor explica.
direita e esquerda

Prezado Doutor: eu sempre quis saber de onde veio o costume de usar as palavras esquerda e direita para designar as posições políticas. Se puder sanar minha curiosidade, agradeço. 

Francisco Fresard

Meu caro Francisco: a idéia de atribuir valores diferentes à direita e à esquerda já vem de muito tempo. Na Roma Antiga, os adivinhos que faziam profecias baseadas no vôo dos pássaros consideravam “bom” o lado direto (a destra) e “ruim” o lado esquerdo (a sinistra — de onde proveio, naturalmente, o valor depreciativo do vocábulo sinistro). Na tradição cristã, o lado direito do Senhor é o lado privilegiado — concepção mantida em relação aos reis e aos senhores feudais.

O uso desses vocábulos com referência a posições políticas, no entanto, é bem mais recente; a maioria dos historiadores situa sua origem na Revolução Francesa, no final do séc. XVIII, período caracterizado por uma extraordinária movimentação política e parlamentar. Nas diferentes assembléias da França, os representantes das duas facções básicas adotaram o costume de agrupar-se em lugares bem definidos no recinto das sessões, cujos assentos geralmente ficavam dispostos em semicírculo. Durante a Convenção, os partidários do poder ficavam embaixo (os girondinos), enquanto a oposição ficava no alto do semicírculo (a montanha). No entanto, a distribuição que acabou prevalecendo nas assembléias foi outra: à direita do presidente, ficavam os monarquistas, defensores do status quo, contrários aos novos princípios de Liberdade, Igualdade e Fraternidade. À esquerda, ficavam os antimonarquistas, que pregavam os novos princípios e defendiam as reformas. 

É importante ressaltar que “esquerda”, aqui, nada tinha a ver com a “esquerda” do séc. XX, pois representava basicamente o interesse da pequena burguesia, em sua disputa contra a aristocracia decadente e seus aliados da grande burguesia. Nunca podemos perder de vista o fato de que esses dois conceitos — esquerda e direita — são absolutamente relativos, condicionados pelo período histórico e pela posição ideológica de quem os emprega. Naquela época, a defesa do capitalismo emergente e da liberdade de mercado fazia parte do pensamento de esquerda, bem o contrário do que ocorre hoje em dia. Na metade do séc. XIX, os comunistas e socialistas passam a pregar a idéia de que poderia haver uma esquerda ainda mais à esquerda do que aquela; na metade do séc. XX, no entanto, o regime de Stálin passou a ser visto como um exemplo sinistro da direita política. Nos EUA, os liberais são os que se posicionam à esquerda do sistema; na Europa e no resto da América, eles se alinham à direita. O PT era visto como esquerda, até a eleição de Lula; hoje, fala-se naturalmente de deputados que se situam “à esquerda do PT”. Como vês, a idéia inicial de um semicírculo parece ter-se ampliado para um círculo inteiro, ao redor do qual nós, os cavalinhos, vamos dando voltas, como num carrossel… Abraço. Prof. Moreno

Depois do Acordo: idéia > ideia

                                   vôo > voo

                                  assembléia > assembleia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.