pontuação: charadas

Doutor Cláudio Moreno, aí vai uma charada para tentares decifrar! Pontua a seguinte frase de modo que faça sentido: “João toma banho quente e sua mãe diz ele quero banho frio”. Coloca essa à disposição na tua página para o pessoal tentar resolver também.

Alexandre D. (17 anos) Brasília

Meu caro Alexandre: tu és jovem, mas a frase é velha; não quero ser demancha-prazeres para os meus leitores, mas vou resolver o enigma de uma vez: 

João toma banho e sua. “Mãe”, diz ele, “quero banho frio”. 

A chave é o vocábulo sua, aqui a 3ª pessoa do presente do verbo suar (e não o pronome possessivo). Esta é uma charada clássica de pontuação, irmã daquelas outras, que deves conhecer (as respostas estão em Pontuação: charadas resolvidas [linque]): 

“Um navio holandês entrava no porto um navio inglês.” 

“Voar da Europa à América uma andorinha só não faz verão.”

“Um fazendeiro tinha um bezerro e a mãe do fazendeiro era também o pai do bezerro.” 

No meu tempo de estudante conheci também um poema que fala de três atraentes irmãs; dependendo da pontuação empregada, o poeta declara seu amor por Soledade, por Lia ou por Iria, ou ainda confessa estar indeciso entre as três. Vou reproduzir o poema; a pontuação, nas suas quatro versões, pode ser vista aqui:

Três belas que belas são

Querem que por minha fé

Eu diga qual delas é

Que adora o meu coração

Se consultar a razão

Digo que amo Soledade

Não Lia cuja bondade

Ser humano não teria

Não aspiro à mão de Iria

Que não tem pouca beldade. 

 

Essas charadas, ou enigmas, muito populares nos anos 50, espelham muito bem o saudável espírito de brincar com a linguagem, tão comum naquela época. Fico entusiasmado ao ver que jovens como tu estão descobrindo o que chamo de “o prazer das palavras“, para mim a verdadeira pedra de toque das pessoas que têm espírito. Um abraço. Prof. Moreno

Quer conhecer a mitologia grega?
Então ouça o podcast Noites Gregas, do professor Moreno.