Categorias
Etimologia e curiosidades Isso e aquilo

atrasado, retrasado

Caro Doutor: aqui em Pernambuco onde, (modéstia à parte!!!..) nasci, desde menino ouço dizer “domingo passado” e “domingo atrasado” ou na “semana passada” e na “semana atrasada“, referindo-se quem fala ao domingo ou à semana imediata ou mediatamente anterior. Agora, confesso que meus ouvidos sofrem quando me deparo, em programas de TV e mesmo em entrevistas de pessoas gradas, com um tal de retrasado cujo sentido, dentro da seqüência temporal a que aludi, eu não entendo. Onde fica o retrasado? Mais próximo ou mais distante do momento em que se fala? Entendo, contudo, que parece tratar-se de falares regionais em processo de “globalização”. Parece que, sem querer, fiz um trocadilho… Ou não? De todo modo, muito gostaria de uma opinião sua. Encorajo-me tanto a isso porque acabo de ver uma entrevista sua na STV. Muito cordialmente, o patrício obrigado.

Aluísio Lima 

Meu caro Aluísio: é para ver como são as coisas — eu, gaúcho que sou, ouço desde pequeno “a semana retrasada“, e achei estranhíssimo a primeira vez que li “a semana atrasada“; depois, acostumei. Na verdade, atrasado é bem mais antigo, em nosso idioma; retrasado, segundo Houaiss, surgiu apenas no séc. XX. Os dicionários de Portugal não o registram; apenas na atual edição do Morais encontrei retraso, como sinônimo de atraso (no Espanhol, são intercambiáveis: reloj atrasado/retrasado). 

Uma rápida pesquisa nas páginas da internet escritas em Português, no entanto, revelou um emprego maciço de retrasado; não há dúvida de que esta forma conquistou a preferência dos falantes para designar uma data (semana, mês, ano) anterior à passada: como estamos em dezembro, o mês passado foi novembro e o retrasado foi outubro. Por que isso? Bem, minha experiência diz que nunca o surgimento de novas palavras (e a adesão dos falantes a elas) é imotivado; parece que os usuários estão tentando evitar a confusão com o sentido predominante de atrasado — “fora do prazo” —, como em “quem estiver mais de um ano atrasado, vai pagar multa”, ou “o programa da Microsoft chegou um ano atrasado“, ou “na semana seguinte cobraram uma semana atrasada“, e assim por diante. Essas disputas por território entre vocábulos acontecem a toda hora, e o uso e o tempo vão decidindo quem fica com o quê. Abraço. Prof. Moreno

Depois do Acordo: seqüência> sequência

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.