detrás, de trás

Professor: na sua resposta sobre demais, o senhor mencionou também o caso de detrás e debaixo, dizendo que eles também podem ser escritos como dois vocábulos separados. Quando está correto escrever de trás e de baixo?

Wellington C. — Brasília

Meu caro Wellington: acho que detrás e debaixo são um pouco mais simples que o movediço demais; nosso idioma parece estar marcando, aqui, a distinção entre “lugar onde” e “lugar DE onde”. Compara:

(1) Ele estava debaixo da cama (onde)

(2) Ele saiu de baixo da cama (de onde)

Na frase (2), de baixo se opõe a de cima; é a mesma oposição que vamos encontrar em “ele mora no andar de baixo”, “ele mora no andar de cima”. 

O advérbio detrás também expressa “lugar onde”; é sinônimo de atrás. A expressão de trás expressa “lugar DE onde”; essa preposição DE é exigida por um grupo expressivo de verbos de movimento. Compara:

(3) Ele se escondeu detrás da pedra. (onde)

(4) Ele veio de trás da pedra. (de onde)

(5) Tirou o violão de trás do armário. (de onde)

Nas frases (4) e (5), de trás se opõe a da frente; é a mesma oposição que vamos encontrar em “de trás para a frente, da frente para trás”. Como podes ver, a paisagem é aqui mais definida que no caso do demais — mas nem tudo são rosas, quando se trata desse diabólico espacinho em branco. Pensa, por exemplo, na frase “A criatura surgiu detrás/de trás da pedra”; separado, significa que ela veio de lá; junto, que foi lá que ela nasceu (ou foi lá que se materializou…). Tenho certeza de que poderás encontrar vários pares interessantes como esse. Abraço. Prof. Moreno 

Quer conhecer a mitologia grega?
Então ouça o podcast Noites Gregas, do professor Moreno.