PERCA de tempo?

Caro Professor, dias atrás um colega de trabalho me corrigiu por eu ter falado “Isto é uma perda de tempo!”, dizendo ele que o correto é “Isto é uma perca de tempo!”. Afinal, quem está falando certo?

Márcia – Curitiba

Minha cara Márcia: ser corrigido quando a gente fala errado já é ruim, mas ser corrigido por um boi-corneta, que não sabe o que diz, ainda é bem pior! Claro que é perda de tempo! Esses substantivos deverbais (nascidos a partir de um verbo) são formados pelo acréscimo de um elemento terminal (as vogais A, E ou O) ao radical do verbo: comprar, compra; vender, venda; trocar, troca; resgatar, resgate; estudar, estudo. E, como não poderia deixar de ser,  perder, perda. Perca é o presente do subjuntivo de perder: “Ele não quer que eu perca o prazo”. Mostra esta frase ao teu colega, para que ele aprenda: “O chefe não quer que eu perca horas preciosas arrumando os arquivos; ele disse que isso é uma pura perda de tempo”. Abraço. Prof. Moreno

Quer conhecer a mitologia grega?
Então ouça o podcast Noites Gregas, do professor Moreno.