“treis” e “hum” no cheque

Caro professor, gostaria de saber se é permitida, nos cheques, a grafia do número 3 como treis. Grato.

Guilherme A. — Vitória (ES) 

Meu caro Guilherme, desde que o caixa aceite, não importa muito a grafia que empregamos nos cheques. Isso não depende das regras de ortografia; se escreveres *tres, *treis, *trez, *trêz ou *treiz, todas estão erradas quanto à norma, que é três, mas podem valer (quem sabe?) no mundo bancário. Da mesma forma, *hum é uma aberração ortográfica, mas tem livre curso em cheques e títulos de crédito manuscritos para evitar a fácil modificação para “cem” (agora, usar *hum em texto datilografado é de uma burrice oceânica!). *Seicentos está errado, mas a maioria dos caixas paga um cheque escrito assim, porque não lhes cabe ficar corrigindo a grafia errada dos clientes do seu banco. Entendes, portanto, que o “permitida”, na tua pergunta, nada tem a ver com a norma ortográfica vigente, mas sim com a prática costumeira das lides bancárias. Abraço. Prof. Moreno

Quer conhecer a mitologia grega?
Então ouça o podcast Noites Gregas, do professor Moreno.