Categorias
Artigos Casos Decididos

minissaia e microrregião

Prof. Moreno, estou estudando para concurso público e me deparei com palavras novas ao estudar o emprego do hífen: audiosseletivo, cardiorrenal, microrregião, psicossocial, minissaia

Pelo meu humilde Português posso afirmar que dá para aceitar a ausência do hífen, mas não consigo entender a repetição do R e do S. Por isso, venho pedir sua ajuda. Agradeço desde já, e parabéns pelo site.

Mariana L.

Prezada Mariana, o fato de não usarmos hífen com esses prefixos traz evidentes conseqüências ortográficas. O princípio é muito simples (e muito antigo): se escrevermos *microregião, o R isolado entre duas vogais vai ser lido com o som de /r/ fraco (como em caro ou tiro); é por isso que temos de duplicá-lo. O mesmo acontece com o S; *minisaia será lido como /minizaia/, se não duplicarmos o S.

Não deves estranhar este procedimento; pelas regras do novo Acordo, ele vai ocorrer todas as vezes em que um prefixo terminado por vogal encontrar um vocábulo iniciado por R ou S: autossuficiente, antissemita, hidrossanitário;  contrarregra, autorregulável, semirreta. Vamos demorar um pouco a nos acostumar a essa nova forma, mas sou obrigado a reconhecer que assim é mais racional. Abraço. Prof. Moreno

Veja a regra aqui

Depois do Acordo: conseqüência > consequência

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.