Categorias
Lições de gramática Pontuação

maiúscula após dois-pontos?

Prezado Doutor: como “santo de casa não faz milagre”, solicito esclarecimento sobre o uso de letras maiúsculas em enumerações, após dois-pontos. Ex.: “Após verificação do levantamento apresentado no relatório, foram identificados, a seguir, os seguintes ajustes e as complementações que devem ser efetuados: a) Incluir o percentual de…; b) Informar o valor das…; c) Identificar o saldo…”

Inara Cristina.

Prezada Inara: em princípio, os sinais que devem ser seguidos por maiúsculas são os sinais de PONTUAÇÃO FINAL (ponto, ponto de interrogação e ponto de exclamação), o que não é o caso do dois-pontos, que, assim como o ponto-e-vírgula, é um sinal de PONTUAÇÃO INTERNA. Vais ter maiúscula depois deste sinal apenas quando se tratar de uma citação (O autor defende o contrário: “Não podemos transigir com o FMI”) ou de substantivo próprio (o que é óbvio): “Três foram os indiciados: João da Silva, Fulano e Beltrano”.

No caso de uma enumeração em alíneas, como o exemplo que enviaste, contudo, o caldo pode ficar um pouco mais grossinho. Explico: se as alíneas forem curtas e puderes separá-las com vírgula ou ponto-e-vírgula, a inicial fica em minúscula. O exemplo é o daquela famosa enciclopédia chinesa “descoberta” por Jorge Luis Borges:

“Os animais se dividem em:

a) pertencentes ao Imperador,

b) embalsamados,

c) domesticados,

d) leitões,

e) sereias,

f) fabulosos,

g) cães em liberdade,

h) incluídos na presente classificação,

i) que se agitam como loucos,

j) inumeráveis,

k) desenhados com um fino pincel de pêlo de camelo,

l) et caetera,

m) que acabam de quebrar a bilha,

n) que de longe parecem moscas.”

Se, no entanto, as alíneas formarem verdadeiros períodos, recomendo que uses maiúscula, mesmo na primeira:

Três são os processos mais comuns de ampliação do léxico do Português:

a) Forma-se uma palavra nova a partir de uma já existente. Este processo é chamado de derivação, que pode ser prefixal, sufixal ou parassintética.

b) Forma-se um vocábulo pela união de dois (geralmente) vocábulos já existentes. Este processo, chamado de composição, só produz substantivos ou adjetivos.

c) Importa-se o vocábulo de uma língua estrangeira, adaptando-o às características fonológicas e ortográficas dos vocábulos vernáculos. É o processo denominado de importação ou empréstimo.

Concluo dizendo-te estas palavras sinceras: faz como te aprouver, Inara. O uso das maiúsculas raramente tem alguma importância, e as regras que estipulam o seu emprego são poucas e (ao meu ver) equivocadas, em muitos casos — não passam de fúteis recomendações de etiqueta, e nada têm a ver com o conhecimento real do Português, que envolve matéria muito mais densa e mais profunda. Abraço. Prof. Moreno

Depois  do Acordo: pêlos > pelos