Categorias
Emprego dos pronomes Lições de gramática

Pai Nosso que estais no céu

Katia B. escreve de Bauru (SP):

“Quem não sabe deve perguntar, sempre. Acho que aprendi errado a conjugação do verbo estar; no presente do indicativo, aprendi que é eu estou, tu estás. Então, por que a gente reza “Pai Nosso que ESTAIS”, com o verbo no plural? Se ainda fossem vários PAIS … Explique para mim, por favor. Muito obrigada”. 

Prezada Katia: até o séc. XIX, era uma forte tradição usar o pronome vós também para o singular, quando nos dirigíamos a uma pessoa socialmente ou psicologicamente muito superior. Se leres romances em que aparece um rei ou uma rainha, verás que as pessoas só se dirigiam a elas assim: “O que pensais?”, “Espero que façais”, etc. Ora, em muitos textos religiosos — e o Pai Nosso é um deles — aparece esse tratamento de vós dado ao Senhor: “Pai Nosso que estais no céu, santificado seja vosso nome, seja feita a vossa vontade…”. Na Ave-Maria é a mesma coisa: “Ave Maria, cheia de graça, bendita sois vós entre as mulheres, bendito é o fruto de vosso ventre…”. Abraço. Prof. Cláudio Moreno