Categorias
Análise sintática Concordância Concursos - análise de questões Destaque

Concordância em concurso

A questão pedia para assinalar a alternativa com erro de concordância. Segundo a banca, a frase com erro seria “Tanto aos capitalistas mais liberais quanto aos socialistas mais ortodoxos parecem de pouca importância o que não diz respeito ao campo estrito da economia”, mas não entendi por quê. Sujeitos ligados por “tanto.. quanto…” não levam o verbo para o plural?

A frase que marquei como errada foi  “Superaram-se, sim, no campo da técnica todas as expectivas, mas também se registre que todas as desigualdades sociais se agravaram”, porque acho que o pronome indefinido “todas” pediria o verbo no plural.

Patricia F. — Osasco, SP

___________________________

Cara Patrícia: sinto muito, mas a frase apontada pela banca realmente está errada. O verbo parecer deveria estar no singular, já que o sujeito é “o que não diz respeito ao campo estrito da economia“. Na ordem direta, fica “O que não diz respeito ao campo estrito da economia parece de pouca importância tanto aos capitalistas mais liberais quanto aos socialistas mais ortodoxos”.

O tanto e o quanto, aqui, não têm a menor importância para a concordância, simplesmente porque introduzem objetos indiretos (“tanto aos capitalistas“, “quanto aos socialistas“) — e não sujeitos.

Sinto dizer-te, também, que está corretíssima a concordância dos dois verbos da frase que assinalaste como incorreta: “Superaram-se, sim, no campo da técnica, todas as expectivas, mas também se registre que as desigualdades sociais se agravaram”. São dois casos de voz passiva sintética; o sujeito de “superaram-se” é “todas as expectativas”, e por isso ele está no plural; o de “se registre” é a oração seguinte (“que as desigualdades sociais se agravaram”) — e, como em qualquer caso de sujeito oracional, o verbo fica no singular.

Categorias
Destaque Lições de gramática

Português para Concursos – Curso Completo

PROGRAMA:

 

1 — FONOLOGIA E ORTOGRAFIA

a) Letra e fonema. Vogais, consoantes e semivogais. Ditongos crescentes e decrescentes. Tritongos. Hiatos. Dígrafos. Encontros consonantais perfeitos e imperfeitos. Separação de sílabas. Parônimos.

b) O sistema ortográfico. Emprego das letras. Acentuação: a regra de 1943 e as modificações introduzidas pelo Acordo. Grafia dos porquês.

2 — MORFOLOGIA

a) Estrutura do léxico. O quadro das dez classes gramaticais. A importância de cada uma delas. Classes variáveis e invariáveis; a distinção adjetivo/advérbio. Classes abertas: substantivos, adjetivos e verbos. Classes fechadas: artigos, numerais, pronomes advérbios. Um caso especial: os advérbios em –mente.

b) A criatividade lexical: processos de formação das classes abertas. Derivação. O mecanismo da derivação sufixal. Formas paralelas na formação de substantivos por sufixação. Composição vernácula e composição erudita. O aportuguesamento de vocábulos estrangeiros: o processo de filtragem ortográfica. Princípios gerais. Processos menores: truncamento, siglas, nomes industriais, vocábulos criados no mundo literário e contribuições da gíria.

c) O substantivo e as classes que o acompanham. Abstratos de ação e de qualidade. Número: plurais problemáticos. Plural dos nomes em –ão. Plural dos diminutivos. Gênero: substantivos de gênero duvidoso. Casos especiais de feminino (presidenta, generala, etc.)

d) O adjetivo. Superlativo dos adjetivos — formas abundantes. Equivalência de locuções adjetivas e adjetivos eruditos. Consequências da alteração na ordem substantivo-adjetivo. Plural dos substantivos e adjetivos compostos.

e) Artigos, numerais e pronomes. A organização do sintagma nominal. Pronomes demonstrativos adjetivos e pronomes indefinidos adjetivos. Artigo opcional antes de nomes próprios e de pronomes possessivos. Consequências no uso do acento de crase. Emprego de artigo antes dos nomes de cidades, estados e países. Concordância do numeral com o substantivo. Os demonstrativos: emprego de este e esse.

f) Verbos: regulares x irregulares; abundantes x defectivos. Tempos primitivos e derivados. Dificuldades na conjugação: derivados de ter, ver, vir, pôr, etc. Conjugação com o pronome O enclítico. Verbos defectivos: precaver e reaver. Particípios abundantes. Formação do Imperativo. A diferença entre tu e você. Problemas ortográficos: S ou Z, J ou G, –ui ou –ue, etc.

3 — SINTAXE

a) A estrutura da frase simples. Morfologia x sintaxe; classe x função. Sujeito e predicado: os padrões frasais. Verbos intransitivos: o padrão S – V- ∅. Os transitivos: padrões S-V-OD, S-V-OI e S-V-OD-OI. Distinção entre objeto direto e objeto indireto. Os verbos de ligação: o padrão S-V-Predicativo. O predicativo do objeto. Adjunto adverbial. Configuração e posição na frase. Voz ativa e voz passiva. O agente da passiva. O equívoco da NGB: adjunto adnominal e complemento nominal. Sintaxe dos pronomes pessoais – retos e oblíquos.

b) Concordância e regência. Orações sem sujeito: haver e fazer. Verbos impessoais nas locuções verbais. Voz passiva pronominal (ou sintética). Concordância do verbo ser. Casos duvidosos de regência. Crase.

c) O período composto. Diferenças entre a coordenação e a subordinação. Nexos oracionais: coordenativos x subordinativos. Os pronomes relativos. Orações substantivas, adjetivas e adverbiais. Equivalência concessivas—adversativas. Equivalência causais—consecutivas. O conceito de “oração principal”. Orações reduzidas e desenvolvidas.

4 — PONTUAÇÃO

Pontuação e sintaxe. A vírgula: deslocamentos e intercalações; orações adjetivas explicativas. O ponto-e-vírgula: enumerações complexas, coordenadas assindéticas e conjunções pospositivas. Parêntese e travessão. Equivalências. Pontuação final: ponto, interrogação, exclamação, reticências.

5 — INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS

Reconhecimento do campo semântico. Análise contextual de palavras e expressões. Tipos de enunciado e diferentes abordagens. Conceito e a abrangência de inferência. Reconhecimento do tema geral do texto. Argumentos utilizados pelo autor. Métodos práticos que facilitam a interpretação.

6 — REESCRITA

O que é semântica. A importância dos nexos oracionais. Os modalizadores textuais e sua função. Inversões sintáticas e modificações semânticas. Correção gramatical x manutenção do sentido. Nominalização de subordinadas e coordenadas. Transposição da desenvolvida para reduzida e vice-versa.